Usar RGB ou CMYK na sublimação?

04/12/17

usar rgb ou cmyk na sublimaçãoPrimeiramente, você precisa olhar o tipo de equipamento que possui dentro do seu estúdio, pois os processos industriais utilizam geralmente o processo de cores CMYK. Pode acontecer de a sua impressora possuir o esquema de cores CMYK, mas na verdade precisar receber para a impressão uma imagem formatada em RGB.

O que acontece é que algumas impressoras de jato de tinta possuem o sistema RGB, mesmo que utilizem em suas cores compostas por tintas sublimáticas pelo esquema CMYK. Nelas é preciso formatar a imagem em RGB para a impressora poder converter as cores para o valor CMYK. Então, é importante se instruir também ao que o fabricante de sua impressora recomenda.

No geral, dê preferência ao CMYK, porque fica com uma fidelidade maior em sistemas mais industrializados, mas se seu sistema é mais doméstico, o RGB pode trazer melhores resultados, o indicado é testar os dois sistemas de cores e ver qual se adapta melhor a sua realidade, ao seu processo utilizado.

É importante que antes de você ficar se preocupando com qual sistema de cores irá utilizar, que você calibre bem o seu monitor, para que você possa ver realmente as cores que serão estampadas na tela, pois se ele estiver desregulado, você pode ter problemas e demorar para perceber que era apenas ajustar o seu monitor para as cores se tornarem reais à impressão.

Nunca julgue o resultado pela folha, faça o processo de sublimação, estampe seu material, pois só assim você saberá se as cores estão fidedignas, pois no papel sublimático ela costuma ser mais forte, suavizando após o processo e mostrando os tons reais das cores.

Ou seja, para saber qual esquema de cores de tinta sublimática utilizar em sua impressora é necessário seguir dois passos. O primeiro é verificar o que o fabricante da sua impressora recomenda, e o segundo é testar para ter a noção do que lhe agrada mais nos resultados alcançados.

voltar ao blog